sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Juízo Final












Ele me olhou e com um sorriso disse:

- Seja bem vindo!

Qual um Pai me chamou:

- Meu filho!

Misericordiosamente me consolou:

- Não temas!

Com um ar de preocupação me perguntou:

Você foi feliz?

Por fim, carinhosamente me sentenciou:

Você amou?

Diante de meu constrangimento

e sem esperar minha resposta,

deu sua Sentença Final:

- Você está condenado a ser Feliz Eternamente!

Então com muito amor me abraçou de saudades.

Como pude ser tão inocente?

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Meu Purgatório


O tempo que perdemos


Preenchendo relatórios

O tempo que perdemos

Com tantos falatórios

O tempo que perdemos

Nos consultórios

O tempo que perdemos

Dentro do escritório

O tempo que perdemos

defendendo dos acusatórios

O tempo que perdemos

Com reuniões de diretório

O tempo que perdemos

Para defender o território

O tempo que perdemos

Consertando imbróglios

Torna-se um tempo

Inútil e sacrificatório

É um contratempo

Um vexatório

Vejo este tempo

Como contraditório.

Faço deste momento

Um sacro jaculatório

Diminuindo meu tempo

De purgatório.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Dúvida Cruel



Quem fala dos pobres

É oportunista?

Quem fala de Deus

É iluminista?

Quem fala do amor

É utópico?

Quem fala de igualdade

É caótico?

Se não fala

Não ouve críticas!

Então faça

Eis a mística.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Amor de Deus



Teu amor é fiel e permanente.

Amor que perdura eternamente.

Conhece cada filho pelo nome.

Teu perfeito amor nos consome.

Tu me amas de maneira pessoal.

Um amor de bondade e incondicional.

Teu amor não sofre influências.

Nos ama em total independência.

Nem mais nem menos, o suficiente.

Sabes tudo e tudo vês, és Onisciente.

Nem pouco... nem sobra... Absoluto!

Em teu amor por mim és resoluto.

Não desistes nunca... persistente.

Amor que espera... amor paciente.

Amor maduro, amor feito criança.

Pleno de esperança, pleno de confiança.

Amor sincero e cheio de verdade.

Por tua principal obra: a humanidade!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Doença Fatal (Inspirado em Madre Teresa de Calcutá)




A maior doença atual
Não é a doença física
E sim uma doença sentimental
Ela é cruel e precisa

É a sensação do abandono
De ser indesejável
Sofrer na vida o desabono
Ser visto como desagradável

Não ser querido e amado
Sentir a ausência do amor
Fruto maior do pecado
Peso maior da dor

Os que estão no caminho
À margem da caridade
Os que vivem sozinhos
Excluídos da liberdade

Sofrem a terrível indiferença
Por falta de pão e solidariedade
Exposto à exploração, à indigência
Fruto da corrupção e desigualdade

Não! Não há pior enfermidade
Que a falta de amor de compaixão
É uma pobreza de espiritualidade
É uma doença da alma e do coração

Cadê o Anjo Gabriel?




Onde está o anjo que anunciou sua missão
no caminho do calvário e crucifixão?
Ele partiu logo após sua anunciação
e não apareceu mais para sua consolação.

Você amou o amor mais lindo.
Você amou na dor sorrindo.
No silêncio do coração mansinho,
disse sim entre todos os espinhos.

Você entre as mulheres é a mais bendita,
cheia de graça, silenciosa e comedida.
Mãe amada e pelo povo do Brasil querida,
venerada, Nossa Senhora Aparecida.

Você não esperou a visita do anjo Gabriel,
pois tinha os pés no chão e os olhos no Céu.
Para enfrentar seu caminho e seu fel,
bastava sua fé e amor por Emanuel.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Mãe de Todos



Quando recebestes tua missão
no dia da tua Anunciação,
dissestes sim ao Anjo Gabriel,
enviado por Deus lá do Céu.

Quando se levantaste para visitar
tua prima Isabel, que pôs a proclamar:
Bendita, Bem-Aventurada viestes me honrar,
a mãe do meu Senhor a quem devo amar.

Quando foste apresentar o Senhor,
ao invés de ouvires profecias de amor,
recebeste o anúncio da dor,
a espada tua alma transpor.

No caminho penoso do calvário,
em meio ao abandono e desvario,
diante da cruz e teu destinatário,
filho amado e tão solitário.

Estava valente e em pé,
mulher de coragem e de fé.
Guardavas tudo no silêncio do coração.
Confiaste plenamente e em total resignação

O Senhor veio ao teu encontro
iluminar-te com a luz da ressurreição.
Fostes levada para a eternidade
no dia da tua Assunção.

Lá do céu...

Se apresentaste negra
para o negro libertar.
Se apresentaste índia,
para o índio libertar.
Se apresentaste pobre
para nos fazer nobre.
Teu manto nos cobre,
mãe de todos os homens
Amém!

Procura-se um Pregador




Procura-se um profeta
Que não seja da prosperidade
Que seja apenas uma seta
Que nos leve a santidade

Procura-se um arauto
Iluminado pelo Senhor
Cuja missão seja o amor
E não reflexo do refletor

Procura-se um guia espiritual
Que não seja fazedor de sinal
Que sua palavra seja canal
Que não seja ator e nem o tal

Procura-se uma pessoa de oração
Que saiba viver Deus na solidão
Que viva a fé no silêncio do coração
Que não anuncie apenas à multidão

Procura-se por um milagre...

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Divino Amigo



Às vezes somos reféns


Por praticar o bem

Há um grande preço

Por ser apreço

De Alguém Especial

É como ser anormal

É andar na contramão

Aprender na solidão

Remar contra maré

Andar a pé

Enxergar uma alma

Esperar com calma

Ao que não tem valor

Oferecer o amor

Passar por incompetente

Incapaz e demente

Ser desacreditado

Sair do quadrado

O mundo está certo

Seus passos incertos

E a vida continua

E a minha diminua

Até que chegue o dia

Do fim da minha carestia

O que parece ser fracasso

Consolo ao meu cansaço

Deus usa deste fraco

Recolhe todo casco

E faz da minha fraqueza

Uma enorme fortaleza!

Um humilde abrigo

Ao meu Divino Amigo!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Conflito interior



Existe uma guerra interior

Que se trava em meu coração

Entre o bem e o mal

Entre o meu querer fazer o bem

E o pecado que acabo cometendo

O que me consola

É que esta luta

É particular e pessoal

Pois Ele é mais do que vencedor

Onde abundou o pecado

Superabundou seu amor

E pela tua Graça

Resgatado estou!

Fanatismo X Ateísmo



Estão opostos
Tanto quanto estão juntos
Tão cheios de si
Tanto quanto vazios
Tão diferentes
Tanto quanto iguais
Tão cheios de verdades
Tanto quanto sem respostas
Tão seguros
Tanto quanto frágeis
Tanta convicção
Tanto quanto contradição
Tão cheios de lógicas
Tanto quanto irracionais
Tão amados por Deus
Tanto quanto indiferentes
Porém não tão diferentes
De mim.

Ateu religioso


A palavra perdeu a graça


Virou espetáculo para a massa

Falar à multidão

É sinônimo de unção

Não existe mais pastor

Existe o administrador

Somos todos crentes

De uma sociedade carente

Apesar de enxergar

Não se quer olhar

Abandonar um voto

Afirmando ser à família devoto

Discurso de auto-ajuda

Deus me acuda

Da busca ateísta pelo sinal

De um louvor convencional

De frases prontas e de efeitos

Sem nenhum conceito

O que era uma peregrinação

Virou passeio e diversão

Quanto mais popular

Tanto menos pensar

Um mercado de cura

Tudo pela estrutura

Tanto mais religião

Tanto menos fé e convicção

Ao invés da promoção da paz

Em nome de deus a guerra se faz

O inimigo parou de enfrentar

A estratégia é enganar

O mundo virou ateu

Professando fé em Deus.

E gente passando fome

Sem rosto e sem nome

Covardia


Você violou minha inocência


Foi motivo da minha decadência

Maculou toda minha essência

Você vive de aparência

Mostra possuir coerência

Mas sua atitude é de violência

Não assume sua tendência

Fez da vida uma conveniência

Da decisão uma opulência

Você não possui clemência

Ao me tocar com truculência

Apenas deixou uma evidência

A sua total incoerência

Hoje não possuo referência

Perdi minha adolescência

Sinto dor e ardência

Tenho nojo como consequência

Da sua falta de decência

Fez do meu amor abstinência

Fez da minha vida carência.

Você fez da minha existência

Uma cruel e covarde penitência

sábado, 20 de agosto de 2011

Falsidade



Quem se posiciona


Tem personalidade

Limita as fronteiras

Da falsa amizade



Você quer ser popular?

Você quer quantidade?

Mude seu discurso

Não diga a verdade



Quando resolver falar

Você não é dono da razão

Partilhe seu pensamento

Escute com o coração



Apenas não minta

Não me leve a mal

Mas a mentira

É morte espiritual.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

sonhar é preciso


Para que serve o conhecimento
Se não partilho

Para que serve a experiência
Se não a transmito

Para que serve a inteligência
Se não a uso

Para que servem teorias
Se não as pratico

Para que serve a fé
Se não a vivo

Para que serve a humanidade
Se não há amor

Para que serve o carnaval
Se o povo não pode sambar

Para que serve o trabalho
Se não há dignidade

Para que serve religião
Se não há libertação

Para que existe riqueza
Se me empobreço

Para que existe autoridade
Se não serve

Para que existem pais
Se não educam

Para que existem professores
Se não há respeito

Para que existem leis
Se não as cumprem

Para que existe a alegria
Se não posso sorrir

Para que existem perguntas
Se não há respostas

Para que eu existo
Se não posso sonhar


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Faz de Conta

Quando era pequeno
Meu pai me ensinou
A ser alguém...
Ser bom
Ser respeitoso
Ser amável
Ser honesto
Ser digno
Ser leal
Ser amigo

Quando cresci
Comecei a ter...
Ter aparência
Ter dinheiro
Ter status
Ter bens
Ter idéias
Ter verdades
Ter razão

Então...
Voltei a ser pequeno
E brincar de fazer de conta
Faço de conta que sou honesto
Faço de conta que sou religioso
Faço de conta que sou profissional
Faço de conta que tudo está bem
Faço de conta que sou um bom político
Faço de conta que sou bom aluno
Faço de conta que sou bom professor
Faço de conta que sou um bom pai
Faço de conta que sou um bom filho
Faço de conta que sou um bom esposo
Faço de conta que me preocupo com o outro
Faço de conta que o problema não é meu

Quando eu envelhecer
Vou fazer de conta
Que no meu tempo
Tudo era muito diferente
E vou culpar o mundo
Por erros que cometi

Só não sei se quando partir
Eu vou continuar a mentir
Se irei brincar de faz de conta
Ou se terei que prestar conta





Colheita

Quem tem medo,
vê o deserto.
Quem duvida,
vê as pedras.
Quem desconfia,
vê as barreiras.
Quem espera,
vê as nuvens.
Quem acredita,
cultiva.
Quem planta,
colhe.
Quem colhe,
tem frutos.
Quem frutifica,
se realiza!
É Feliz!

domingo, 7 de agosto de 2011

aos teus pés





Eu entro neste sacro recinto a procura de paz e do teu amor.


Só tu sabes o que realmente sinto só tu podes curar minha dor.



Não importo o que pensam de mim, já chego caindo em teus pés.

Aceite meu jeito de ser assim. Quando acredito lanço-me com fé.



Não trago nem ouro, nem riqueza. Trago meu medo e minha solidão.

Ofereço minha pobreza, meu bálsamo, beijos, lágrimas e meu coração.



Desejo apenas o teu doce olhar, estou cansada de ser odiada e rejeitada.

Desejo apenas que me deixe te amar e que me consintas ser por ti amada.



Quero que seja meu melhor amigo, que seja minha vida e meu chão.

Quero te acolher em meu humilde abrigo, sentar-me aos teus pés em oração.



Procurei tantos amores na vida e me iludi com tantas lindas promessas.

Tu trataste das minhas feridas, sou por ti uma apaixonada confessa.



Em teus pés estarei no dia da crucifixação chorando e lamentando tua ausência.

Estarei na manhã da ressurreição para ungir teu corpo com perfume e essência.



Quando muitos te haviam abandonado. Quando muitos te declaravam como morto.

Eu estava naquela manhã ao teu lado, para ungir teu sagrado e santo corpo.



E a cada dia em tua presença levarei sempre meu bálsamo e minhas lágrimas.

E ouvirei sempre tua sentença: a tua fé te salvou, pois me amou na medida máxima!



Ouvirei todo dia teu chamado e renovarei um amor verdadeiro e que perdura.

Minha resposta será: Meu amado! À tua pergunta: Mulher, porque choras? Quem procuras?

consagrada




Deus me pediu uma resposta,

mas sem nenhuma imposição:

Você quer ser feliz?

Assuma sua vocação!



Há tantas coisas para deixar,

respondi sem hesitação.

Lhe ofereço cem vezes mais,

foi sua resposta na minha oração.



Tenho medo de não conseguir

e meu sim virar frustração.

Você não irá desiludir,

meu chamado é sua realização.



Como posso ter certeza,

que não é fruto da minha imaginação?

Deus me pegou em seus braços,

e eu ouvi o som do seu coração.



Cada vez que batia em seu peito,

era uma insistente declaração:

De amor verdadeiro e pleno,

de bondade e proteção!



Ele me aproximou de seu rosto

e me fez uma linda afirmação:

Você sempre estará em meus braços!

Então eu disse sim com convicção.



Eu descobri um grande tesouro.

Lugar da minha libertação.

Este lugar se chama Reino de Deus

lugar especial para viver minha consagração.

sábado, 6 de agosto de 2011

Gefirofobia



Todo dia atravesso uma ponte

De um lado eu covarde

Do contrário uma fonte.


Tenho medo de ponte

De nova realidade

Enfrento inseguranças aos montes.


Eu evito passar por ponte

Ela sacode minha identidade

Eu me vejo defronte.


Prefiro desviar da ponte

Tenho receio da fragilidade

Das idéias e ideais que me confronte.


Não vejo firmeza na ponte

Faz-me sair da comodidade

Levar-me a um Novo Horizonte.

 
Quando enfim enfrento a ponte

Bebo a água da tranquilidade

E me sinto um rodamonte.


Quando passo pela ponte

Meu caminho é eternidade

Resta-me apenas curvar a fronte.


Se eu destruir a ponte...

Onde encontrar a felicidade?

Se você souber, me conte!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

a espera


Não espere gratidão
Faça por convicção

Não espere elogio
Comumente ele é vil

Não espere presente
Viva sempre contente

Não espere reconhecimento
ele vem após o testamento

Não espere por ajuda
A conquista vem pela luta

Não espere por justiça
Ela age com preguiça

Não espere ser amado
Este amor é retardado

Não espere pela vida
Viva antes da despedida

Não espere pela fada
Está história é uma roubada.

Não espere resposta
Tentar é uma bela aposta

Não espere a felicidade
Ela não tem idade

Não espere a esperança
Seja simples feito criança

Não espere por nada
E não ficará frustrada

Quem espera pouco
Não fica louco!

gil
03/08/2011












sexta-feira, 22 de julho de 2011

autenticidade



Se disser sim,
assuma.
Do contrário,
Diga não.

Se disser que acredita,
tenha fé.
Do contrário,
não professe.

Se disser que confia,
entrega-se.
Do contrário,
não se lance.

Se disser que tem esperança,
espere.
Do contrário,
desista.

Se disser que ama,
acolha.
Do contrário,
não ilude.

Não engane a si mesmo!
Seja quente ou frio,
o morno sofre muito,
pois além de não fazer
não desfruta do que é feito!
Nós fomos criados
para criar!
Renovar...
Inventar..
Construir!

Arranque sua máscara!
Viva a totalidade!
A superficialidade
exige mais energia
do que você possui.

Não tome atalhos,
eles retardam sua felicidade.
Quase sempre ou sempre,
os atalhos levam à ilusão.

Calma! A Felicidade
não é um ponto de chegada.
A Felicidade é uma conquista
que se adquire durante a caminhada.

Quando for brincar...
Cante... Dance.... Divirta-se.
Não leve e não traga arrependimento!
Leve a responsabilidade.
Leve a alegria!
Traga a Paz!
Traga a sobriedade!
Quem parte arrependido
já vai pensando em pecar!
Seja sadio!
Não peque!
Celebre!

Busque o equilíbrio,
A receita é simples:
Viva!
Seja Feliz!
Ame!
E no tempo que sobrar...
Estude!
Trabalhe!

Viva um ideal que vale a pena!
Assim estará sempre jovem!

Creia mais em Deus,
do que na sua capacidade.
Há momentos na vida,
que precisamos ser carregados.
Assim como existem momentos
que precisamos carregar.

A dor não é mais forte
do que a força que possui.
O conflito pode ser
um santo remédio!
Se encarado na dose certa,
ele se transforma em ocasião de
oportunidade e crescimento.

Aprenda a enxergar mais os frutos
que as frustrações!
Procure valorizar o que permanece
e muito menos o que passou.
Viva o hoje, pois o ontem já se foi.
E se esperar o amanhã,
jamais viverá o presente.
Presente que se foi é ontem!

Não seja cópia! Seja original!
Seja moderno! Seja novidade!
Não tenha medo! Seja escândalo!
Hoje escandaliza quem pratica o bem!
A honestidade é o maior escândalo
do nosso tempo!

Seja mais tolerante
com os outros e consigo mesmo.
Aceite as fraquezas e celebre
as vitórias com constantes sorrisos.
Não desista nunca....
Nem de você... Nem de ninguém.
Nem dos seus santos sonhos.

Deixe Deus ser Deus! Deixe Deus lhe julgar!
O julgamento de Deus tem duas balanças:
a justiça e a misericórdia!
Você é a Imagem e Semelhança de Deus!
Não faça de Deus a sua imagem e semelhança!

Se existe alguém que confia
em sua potencialidade,
mais do que você mesmo,
essa ternura de pessoa
É o Pai do Céu!

Espere em Deus
e sei que não se frustrará.
Deus não quer heróis!
Deus não quer estrelas!
Deus não quer ídolos!
Ele deseja santos!
Santo é quem sabe amar.
Não existe santidade sem humildade!
Não há humildade sem sofrimento!
Não há alegria sem superação!
Não há santidade sem fragilidade!

Viva menos de aparência!
Seja realmente você!
Enfim seja autêntico
ao fazer o bem!
Fazer o bem não faz
mal a ninguém!
Mas faça sem esperar
nada em troca!
Quer agradar a Deus?
Não desista jamais
do direito de ser feliz!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Superação


No meu caminho...
Existem pedras.
Têm obstáculos.
Ocorrem buracos.
Acontecem vácuos.

No meu caminho...
Existem feridas.
Têm desvios.
Ocorrem imprevistos.
Acontecem desvarios.

No meu caminho...
Existem dúvidas.
Têm questionamentos.
Ocorrem desânimos.
Acontecem tormentos.

No meu caminho...
Existem tristezas.
Têm solidões.
Ocorrem angústias.
Acontecem desilusões.

No meu caminho...
Existem espinhos,
mas são as rosas
que me cativam.

Águas do Templo ( Ez 47)


As águas que jorram do Templo,
do teu coração,
são as águas do acolhimento,
que nos leva a mergulhar.

Águas que curam as feridas,
que gera Vida.
Águas doces,
que suaviza as dores

Vem Espírito Santo,
Nos santificar.
Água viva!
Queremos mergulhar!

Águas que nos envia
a evangelizar
Que nos impulsiona
a confiar.

Águas que nos dá coragem
para avançar.
Acolher os que mais necessitam.
Quem tem necessidade de amar.

Vem Espírito Santo
Nos santificar
Água Viva
Queremos mergulhar

Águas da ousadia
que nos leva a pescar.
Águas profundas
que nos leva a amar.

Águas que nos faz sonhar
o sonho de Deus:
de plantar e cultivar
de colher e acolher.

Vem Espírito Santo
Nos santificar
Água Viva
Queremos mergulhar

Acolher é amar



Quero lhe contar um segredo.
Por favor, não tenha medo!
Religião não se faz só com preceitos.
Acolher não é um pré-conceito.

Acolher é amar
Amar...amar....
Quero te abraçar...

Você tem uma história,
de tombos e vitórias.
Venha ao Deus da Glória:
Nossa alegria nossa Jóia!

Por onde você andou?
Quem lhe feriu e magoou?
O que você é eu sou:
amados por Aquele que nos amou!

Eu não sou melhor que ninguém.
Nem sempre digo amém.
Por isso eu digo vem:
faça parte da minha história também!

O segredo que tenho para lhe contar:
È que Deus deseja lhe amar.
Ninguém quer lhe julgar,
apenas me permita lhe abraçar.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Amor em gesto




Há os que se aproximam de mim,

Querendo oferecer a vida.

Dizem tão rapidamente: Sim!

Oferecem um amor sem medida.


Há os que se aproximam do altar,

chorando e declarando amor!

Dizem que sempre vão me amar:

tanto na alegria quanto na dor.


Há os que fazem promessas,

juras de amor eterno!

Comportam-se como profetas,

soldados e inimigos do Inferno.


Acho que você não me conhece.

Desagrada-me sua ganância espiritual.

Eu sei que é grande a Messe,

mas não será assim que vencerá o Mal!


Você é vaso, feito de barro,

limitado, pecador e miserável.

É através dos pequeninos e fracos,

que me mostro tão admirável.


Eu sou humilde de coração!

Só quero que veja os cachos de uva,

a romã, o leite e mel, a salvação.

Que sua oferta seja qual da viúva.


Ela só teve um pequeno gesto:

Doar dois leptos em silêncio total,

o que pra muitos era um resto,

pra mim foi Amor Devocional!



Gil 19/07/2011

terça-feira, 12 de julho de 2011

meu chamado




Não sei o por quê.
Nem mesmo sei explicar,
só sei que ele me escolheu,
para ser feliz...

Havia tantos caminhos,
para eu escolher.
Então preferi lhe dar as mãos.
E ele me realizou...

Não sei o por quê.
Nem mesmo sei explicar,
só sei que me escolheu,
por puro amor...

Haviam tantas decisões.
Eu tinha que decidir,
então preferi lhe dar meu coração.
E ele me cativou...

Não sei o por quê.
Nem mesmo sei explicar,
Só sei que Ele me escolheu,
para acolher e amar...

Gil 12/07/2011

domingo, 10 de julho de 2011

campainha

No portão de casa,


tinha um menininho

e uma menininha,

pedindo esmola.



Enquanto a menininha pedia,

o menininho tocava a campainha.

Eu gritei bem bravo:

“Se não parar de tocar eu não dou nada!”



A menininha chamou atenção do menininho,

que travesso sorria malandrinho.

Cheguei com meio pacote de arroz,

e me encantei com o jeito dos dois!



Perguntei quem tocava a campainha?

O menininho sorriu malandrinho.

A menininha olhou para o menininho,

e eu fiz minha gracinha...



O menininho sorriu feliz,

e a menininha também ria.

Moravam em Franco da Rocha,

pediam esmola como adulto e brincavam

de serem criancinhas, tocando

insistentemente minha campainha!



Depois que partiram de meu portão,

a danada e travessa campainha

continuou tocando em minha consciência

e em meu coração.



Danado de menininho que nesta manhã

de domingo em meu descanso tão sagrado,

deixou a campainha tocando e um sorriso

que me deixou encantado e preocupado.



Por que criancinhas tão pequeninas

pedem esmola a um marmanjão tão

mal educado como eu,

que não sabe respeitar brincadeira de criança?



A campainha de minha casa virou

brinquedo ao menininho que pedia esmola,

que tocava campainha o tempo inteiro,

para não perder de vez sua infância!



10/07/2011

gil


sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pão e Vela




Hoje acendi uma vela,

anunciando vossa presença

sobre o altar da minha vida.

Adorei-vos em profunda reverência!



Enquanto olhava para vós,

fui me consumindo em oração.

Fui me derretendo por amor.

Inclinei-me em profunda adoração!



Sussurrei bem baixinho o vosso nome,

lhe entreguei minha vida.

Pedi perdão e paciência.

Cicatrizastes minha ferida!



O que posso vos oferecer,

além da minha presença e do meu olhar?

Vós me dissestes com um sorriso:

- Ofereça pão a quem precisar!

gil 01/07/2011

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Perda de tempo

                                                                           
Não tenho tempo para odiar,

uso para amar.

Não tenho tempo para julgar,

uso para acolher.

Não tenho tempo para murmurar,

uso para agradecer.

Não tenho tempo para filosofar,

uso para agir.

Não tenho tempo para brigar,

uso para a paz.

Não tenho tempo para criticar,

uso para construir.

Não tenho tempo para desistir,

uso para caminhar.

Não tenho tempo para a dor,

uso para curar.

Não tenho tempo a perder,

uso para Deus.

Não tenho tempo para o egoísmo,

uso para o outro.

Não tenho tempo para lamentar,

uso para levantar.

Não tenho tempo que gostaria,

aproveito meu tempo.

O Tempo vale ouro,

porque gastá-lo com o que

não vale a pena?

Enquanto não encontro tempo

para praticar o que eu escrevo,

faço poesia.

Fazer poesia é ganhar tempo!



27/06/2011 Gil


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

PROFISSÃO PESSOAL DE FÉ

Creio na religião que salva e não a que condena.
Creio na religião que liberta e não a que escraviza.
Creio na religião da compaixão e não a que tem pena.
Creio na religião que acolhe e não a que marginaliza.

Creio no Deus que é Pai e não no deus carrasco.
Creio no Deus que é misericórdia e não no deus vingativo.
Creio no Deus que é justiça e não no deus fraco.
Creio no Deus que é amor e não no deus negativo.

Creio no ser humano e não na auto-suficiência.
Creio na vida e não na morte.
Creio na razão, mas sem violar minha consciência.
Creio no frágil tanto quanto no forte.

Creio na minha capacidade.
Creio na minha inteligência,
creio como dom e gratuidade.
Creio na Divina Providência.

Creio absolutamente no único Deus
que não é capaz de deixar de amar,
disposto a proteger os filhos seus.
Por isto vale a pena sempre acreditar!

Gil 03/11/2010
Love or passion?

Passion is the charm of life.
Love is life.
Passion creates conflict.
Love creates solutions.
Passion is gratitude.
Love is recognition.
Passion is a limit.
Love is forever.
Passion is an illusion.
Love is real.
Passion is absent.
Love remains.
Passion is me, you, the things ...
Love is us.
Passion is static.
Love is renewed ... creates ...
Passion slave.
Love frees.
Infatuation.
Love opens horizons.
The passion dreams.
Love does.
Passion creates fear.
Love creates trust.
Passion is physical attraction.
Love is total attraction.
Passion is a monologue.
Love is dialogue.
Passion comes from the world.
Love comes from God.
The passion to see the colors of spring.
Love sees: the flowers of spring,
the summer sun, cold, winter
the fruits of autumn.

Love is being in love.
It was delighted with life,
life being you.
It is to consider the conflicts
along with you.
It is to be thankful for
recognize the grace in you.
You respect your limits,
making it unique and eternal.
You may know that my illusion
you got to be real.
You feel his absence
And ask them to stay.
You see my self in you
And we feel like we are and what
everything is ours.
You stop in time ... in space ...
In the thought ... while
Renew ... create ...
It is to be enslaved in you
and feel free to love him.
It is being blind to one another
relationship by making sure
You're my horizon that opens.
It's living our dream of achieving.
It is being afraid to lose because
I have confidence in your love.
You feel attracted to his body
as integral part of your spirit,
their way of being.
You say to myself as I love you,
and therefore how much you want to talk.
You see the world as a great gift
God gave us to live in it
love.
It is living all the seasons
with colorful spring.
It tell you I'm in love
why I love you.

15/06/03
GIL

Namoro


Namoro


Um botão
o tempo passou
tornou-se rosa
o jardim encantou.

Uma semente
no chão brotou
tornou-se flor
o vaso enfeitou.

Um broto
a natureza cuidou
tornou-se árvore
a chuva regou.

Uma criança
o tempo passou
tornou-se moça
bonita ficou.

Um olhar
no coração brotou
tornou-se amor
e por ela apaixonou.

Um convite
ela aceitou
tornou-se namoro
feliz estou.

gil 03/10/91

Amor Concreto


Amor Concreto

O Amor concretizou
a perfeição,
tornou-se Deus.

O Amor concretizou
a arte,
tornou-se criador.

O Amor concretizou
a doação,
tornou-se mãe.

O Amor concretizou
a promessa,
tornou-se aliança.

O Amor concretizou
a lógica,
tornou-se razão.

O Amor concretizou
a compreensão,
tornou-se mistério.

O Amor concretizou
o limite,
tornou-se infinito.

O Amor concretizou
a existência,
tornou-se vida.

O Amor concretizou
a partilha,
tornou-se comunhão.

O Amor concretizou
o problema,
tornou-se solução.

O Amor concretizou
a lealdade,
tornou-se amigo.

O Amor concretizou
a alegria,
tornou-se felicidade.

O Amor concretizou
a dor,
tornou-se consolo.

O Amor concretizou
a palavra,
tornou-se história.

O Amor concretizou
a morte,
tornou-se eterno.

O Amor concretizou
a saudade,
tornou-se presença.

O Amor extrapolou-se
a si próprio,
tornou-se humano.

O Amor concretizou
o amor,
tornou-se concreto.

Gil 15/01/92